Carne de porco pode apresentar calorias e colesterol em baixas quantidades

Compare as carnes suínas com as peças de boi e de frango e faça escolhas mais saudáveis

A carne de porco já foi tão vilanizada, que até na Bíblia seu consumo era proibido, pelo menos no Antigo Testamento. Apesar de no texto sagrado as alegações serem místicas, o real motivo era a quantidade de doenças que esse alimento poderia passar. Por sorte, isso hoje é passado. "Acarne de porco hoje passa por rigorosos processos de produção e higiene. Com o cruzamento genético, associado a esse controle sanitário, ela voltou a ter seu lugar de destaque no grupo das proteínas", explica a nutricionista Nicole Trevisan, da ADJ Diabetes Brasil.

Isso foi aliado à nova alimentação dos suínos, que mudou para melhor. "Eles anteriormente eram alimentados com restos de comida, e agora recebem ração equilibrada, com quantidades adequadas de macronutrientes, e em certas marcas até há a presença de antioxidantes e sequestradores de toxinas", explica Israel Adolfo, nutricionista do esporte de São Paulo. Mas para garantir tudo isso, é preciso verificar sempre a procedência do alimento, inclusive o carimbo da vigilância sanitária.(Leia +)

Por Nathalie Ayres - Minha Vida

TRÂNSITO - Governo fiscaliza rodovias para reduzir acidentes

O Ministério da Saúde participa da operação com ações de prevenção e assistência às vítimas de acidentes de trânsito

O Governo Federal iniciou nesta quinta (19) a terceira edição de uma ação integrada com estados e municípios para intensificar a fiscalização e reduzir os acidentes de trânsito no Brasil no período de festas de fim de ano e férias (19 de dezembro a 31 de janeiro de 2014) e de carnaval (21 de fevereiro a 9 de março de 2014). A Operação RodoVida se baseia em um diagnóstico feito pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), que detectou os 100 trechos mais perigosos das rodovias federais como no índice de gravidade das rodovias federais em 2013. Esse índice foi desenvolvido por estudos do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e da PRF. A atuação de fiscalização integrada será empregada com a realização de blitz nas vias que servem de acesso a esses trechos, com participação do Ministério da Saúde.

“Os números das edições anteriores foram um sucesso e comprovam que o trabalho articulado é importante para que possamos salvar vidas no trânsito. Por muito tempo, a missão da saúde foi focada na assistência, mas agora o nosso trabalho também inclui ações de prevenção e monitoramento. Precisamos estar junto com os órgãos de trânsito, a segurança pública, o planejamento urbano nas três esferas de gestão - federal, estadual e municipal”, afirmou a diretora do Departamento de Vigilância de Doenças e Agravos Não Transmissíveis em Promoção da Saúde, Deborah Malta.(Leia+)

Por Fabiane Schmidt, da Agência Saúde

Combate à tuberculose é reforçado com R$ 16,2 mi

Municípios com maior número de casos da doença serão beneficiados com recursos para prevenção e controle da doença

O Ministério da Saúde está destinando R$ 16,2 milhões para ações de vigilância, prevenção e controle da tuberculose aos municípios com alta carga da doença. O valor, garantido em portaria publicada na última semana no Diário Oficial da União, tem como objetivo apoiar os municípios na implantação de ações inovadoras, de impacto na ampliação da adesão ao tratamento dos pacientes com tuberculose.

O recurso será destinado para 10 capitais que concentram 30% dos casos de tuberculose no Brasil (Belém, Manaus, São Luís, Fortaleza, Salvador, Recife, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Porto Alegre e São Paulo). Também foram beneficiados no repasse os municípios de São João de Meriti (RJ) e Guarulhos (SP). Esses municípios foram incluídos por apresentarem alta incidência em populações específicas que pertencem aos grupos prioritários.(Leia +)

Por Aline Reis, da Agência Saúde – ASCOM/MS

Ministério da Saúde destina R$ 1,6 bilhão para Santas Casas

Os recursos, que beneficiam 762 instituições filantrópicas de 604 cidades em 23 estados, dobram o valor do incentivo repassado a essas unidades para atendimento de pacientes do SUS

O Ministério da Saúde liberou R$ 1,6 bilhão para as Santas Casas e entidades filantrópicas de todo o país. Do total, R$ 400,6 milhões serão liberados em três parcelas de R$ 133,5 milhões, sendo que a primeira será paga até 31 de dezembro deste ano. Nesta segunda-feira (20), foi publicada a Portaria 3.166 com a definição desses recursos, que serão destinados a 762 instituições filantrópicas de 604 cidades em 23 estados, incluindo 19 capitais. O recurso é referente ao Incentivo de Adesão à Contratualização (IAC) dessas unidades e também reforço no pagamento de procedimentos de média complexidade. A ação faz parte de uma série de medidas para manutenção e expansão do atendimento a pacientes do Sistema Único de Saúde.

Na prática, o Ministério da Saúde elevou o percentual mínimo de 26% para 50% o valor do incentivo pago aos estabelecimentos filantrópicos, estendeu a possibilidade de contratos a novas instituições e atualizou os contratos antigos. Os atendimentos de Média Complexidade incluem a realização de exames como raio-X, testes laboratoriais e consultas de várias especialidades, como oncologia, urologia e oftalmologia. Com as medidas, a expectativa é de ampliar a participação das Santas Casas no atendimento prestado à população. Atualmente, 1.700 hospitais filantrópicos prestam serviços ao SUS.(Leia +)

Por Ubirajara Rodrigues, Regina Xeyla e Maressa Ribeiro, da Agência Saúde – Ascom/MS

Júlio Florindo é eleito presidente do Consórcio de Saúde do Médio Norte

Na reunião do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Região do Médio Norte, realizada em Tangará da Serra, na noite de sexta-feira (20), estavam na pauta de discussão assuntos como o orçamento da saúde para 2014 e a eleição da nova diretoria.

O prefeito de Barra do Bugres, Júlio Florindo, foi eleito o novo presidente, o prefeito de Denise, Pedro Tercy, o vice-presidente e o prefeito de Arenápolis, José Mauro, o secretário.

Entre as metas para sua gestão, Florindo disse que irá lutar juntamente com os municípios que fazem parte do consórcio para buscar melhorias e mais recursos para o setor de saúde da região.

Integram o consórcio de saúde os municípios de Barra do Bugres, Tangará da Serra, Nova Olímpia, Porto Estrela, Santo Afonso, Nova Marilândia, Denise, Arenápolis, Sapezal, Brasnorte e Campo Novo do Parecis.

Júlio Florindo assume o lugar do então presidente, Fábio Junqueira, prefeito de Tangará da Serra.

Fonte: Vanelirte Moretto/Assecom

Pesquisa mostra que tabagismo passivo afeta 51% das crianças

Fumante passivo também corre o risco de dependência e de inflamação das mucosas

Um estudo sobre o tabagismo passivo revelou que 51% das crianças até 5 anos são consideradas fumantes passivas por causa do vício dos pais. A pesquisa foi coordenada pelo diretor do Ambulatório de Drogas do Hospital Universitário da Universidade de São Paulo (USP), João Paulo Lotufo. Segundo a pesquisa, essas crianças desenvolvem mais otites, bronquites, rinites, asma e duas vezes mais morte súbita quando comparadas com as de pais não fumantes.

Segundo ele, a pesquisa foi feita com a urina do fumante e de alguém da família que não fuma quando foi constatada a presença de nicotina também no sangue dos fumantes passivos. “O fumante passivo também corre o risco de dependência e de inflamação das mucosas. Todos os que têm tendência a desenvolver doenças como as otites, rinites, bronquites, asma, vão sofrer e ter mais problemas. Nesses casos, a mucosa já é inflamada e com a fumaça isso piora muito”.

João Paulo Lotufo destacou que muitos pais alegam que fumam fora de casa para não prejudicar os filhos, mas isso não adianta, pois o cheiro do cigarro fica no corpo e nas roupas do fumante e, consequentemente, as crianças acabam respirando isso. “Só o cheiro já é motivo de inflamação. Sem dúvida é melhor fumar fora, mas o ideal é parar de fumar. Pelo menos 30% de quem vem ao ambulatório para parar de fumar, tem como motivação os filhos”.

Lotufo observou que depois que São Paulo aprovou a Lei Antifumo houve diminuição dos casos de doenças cardiocirculatórias. “Infelizmente são só sete estados que tem essa lei em vigor. O Brasil ainda não é um ambiente livre de fumaça, mas a lei que abrange todo o País já foi aprovada, mas ainda não regulamentada. Estamos em um movimento para que ela entre em vigor o quanto antes”.

Fonte: Agência Brasil

PREVENÇÃO - Saúde destina R$ 15,6 mi para combate à hanseníase

Iniciativa beneficia 40 municípios prioritários e inclui ações para esquistossomose. Em visita ao Ministério da Saude, embaixador da OMS elogia campanha para diagnóstico precoce.

O Ministério da Saúde autorizou o repasse de R$ 15,6 milhões a 40 municípios prioritários para o combate à hanseníase e esquistossomose. Situadas em 14 estados das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, essas cidades detêm cerca de 24% dos casos novos de hanseníase diagnosticados no país ou concentram focos urbanos para a eliminação da esquistossomose. A portaria, publicada no Diário Oficial, autoriza o repasse do Fundo Nacional de Saúde aos fundos municipais para financiar ações de vigilância, prevenção e controle da dessas doenças.

Os recursos serão aplicados em iniciativas inovadoras, aprovadas pela Secretaria de Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde, com foco no diagnóstico precoce e no tratamento oportuno dessas doenças. Em áreas com alta carga de hanseníase, serão financiadas iniciativas que promovam exames em horários alternativos - como plantões e agendamento de consultas - além de campanhas de mobilização nos finais de semana, dentre outras. A ideia é alcançar, também, a população economicamente ativa, que não tem disponibilidade de tempo para procurar um posto de saúde ou receber a visita da equipe de saúde da família em horário comercial. Atualmente, 29,3 mil pessoas estão em tratamento no país.(Leia +)

Por Carlos Américo, da Agência Saúde-Ascom/MS

TRANSPLANTE - SUS terá medicamento produzido no país

O imunossupressor Tacrolimo é indicado para evitar rejeição a transplantes de rim e fígado. O Laboratório Libbs inicia construção de fábrica de medicamentos biológicos, estratégicos para o SUS

O Brasil contará com medicamento utilizado por pacientes transplantados de rim e fígado produzido integralmente com tecnologia nacional. O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, participou nesta quinta-feira (11), em Embu das Artes (SP), da cerimônia de entrega do primeiro lote do imunossupressor Tacrolimo, usado para evitar a rejeição a órgãos e garantir o sucesso do transplante. No mesmo evento, o ministro também participou de atividade que marca o início das obras de nova fábrica do laboratório Libbs, destinada à produção de medicamentos biológicos.

O medicamento Tacrolimo é fabricado pela Libbs Farmacêutica. Em 2009, a empresa firmou parceria para o desenvolvimento produtivo com o Ministério da Saúde, com a transferência de tecnologia para o laboratório Farmanguinhos/Fiocruz. O instituto acompanhou todo o processo de produção do medicamento para internalizar as técnicas e o conhecimento tecnológico da empresa privada.(Leia +)

Por Fabiane Schmidt, da Agência Saúde/MS

Brasil vai desenvolver 19 novos produtos de Saúde

Ministério da Saúde firma parcerias entre instituições públicas e privadas para produção de equipamentos para problemas cardíacos e renais, aumentando para 97 itens desenvolvidos no país, o que vai gerar economia de R$ 4,1 bi por ano. Lista de produtos do SUS cresce em 2014

O Ministério da Saúde anunciou, nesta quarta-feira (11), novos investimentos na indústria brasileira, e a ampliação da lista de equipamentos, medicamentos e materiais ofertados no Sistema Único de Saúde (SUS) em 2014. Serão firmadas 15 novas parcerias para produção nacional de 15 equipamentos e quatro medicamentos com foco no tratamento de problemas cardíacos e renais, mas também produtos voltados para a área oftalmológica, oncológica, transplante e para diagnóstico e monitoração. As parcerias envolvem sete laboratórios públicos e oito privados. A expectativa é que, em cinco anos, a produção nacional desses itens gere economia de R$ 5,5 bilhões aos cofres públicos - a redução dos gastos com importação varia entre 14% e 25% dependendo do produto. Com as novas parcerias para o desenvolvimento produtivo (PDP), o Ministério da Saúde contabiliza 104 acordos para a produção de 97 produtos em Saúde em território brasileiro, envolvendo 19 laboratórios públicos e 60 privados – 30 de capital nacional e 30 estrangeiros. Os produtos desenvolvidos nacionalmente geram economia de R$ 4,1 bilhões ao ano. Os primeiros materiais produzidos por essas parcerias – aparelhos auditivos e DIU - já estão prontos e começam a ser distribuídos no Sistema Único de Saúde a partir de 2014.(Leia +)

Por Amanda Mendes e Fabiane Schmidt, da Agência Saúde.

URGÊNCIA E EMERGÊNCIA - Ministério da Saúde entrega 363 novas ambulâncias para 199 municípios

Anúncio ocorreu durante cerimônia comemorativa aos 10 anos do SAMU 192; investimento do governo federal é de R$ 50 milhões

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, anunciou nesta quinta-feira (5) o repasse de 363 novas ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192) para 199 municípios de 18 estados. A divulgação ocorreu durante cerimônia em comemoração aos 10 anos de existência do SAMU 192, realizada em Tatuí (SP). O Ministério da Saúde investiu R$ 50 milhões na compra dos veículos. Além desse valor, serão repassados recursos adicionais para custeio das unidades, no valor de R$ 35,8 milhões por ano. O ato reforça o empenho do Governo Federal para o fortalecimento da Política Nacional de Atenção às Urgências. Com isso, busca garantir o atendimento e o transporte de urgência qualificado para a população.

“Demos um passo importante no dia de hoje com as novas ambulâncias que estamos distribuindo. É uma medida que representa nosso compromisso em interiorizar os serviços existentes no SUS. As novas ambulâncias, com tração 4x4, vão para locais de difícil acesso, fazendo com que o socorro possa chegar com mais facilidade e rapidez”, destacou o ministro na solenidade. “O coração do SAMU está em Tatuí, pois aqui é o local onde são fabricados os veículos”, disse Padilha.(Leia +)

Por Zeca Moreira, da Agência Saúde - ASCOM/MS

Ministério da Saúde estende tratamento para todos com HIV

Medida, anunciada neste domingo, aumenta em 32% no número de pacientes atendidos com antirretrovirais no país. Ministério dá início a estudo piloto para uso de profilaxia pré-exposição com oferta de medicamentos a pessoas não infectadas 

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, anunciou na manhã deste domingo (1º), no Rio de Janeiro, que todos os adultos com testes positivos de HIV, mesmo que não apresentem comprometimento do sistema imunológico, terão acesso aos medicamentos antirretrovirais contra a aids pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A medida integra o novo Protocolo Clínico de Tratamento de Adultos com HIV e Aids e é uma dasações do Ministério da Saúde que marca o Mundial de Luta contra a Aids, celebrado hoje. A portaria será publicada nesta segunda-feira (2) no Diário oficial da União. Atualmente, além do Brasil, apenas França e Estados Unidos ofertam medicamento antirretroviral aos pacientes soropositivos, independente do estágio da doença.

A oferta com antirretrovirais é uma medida inovadora, com impacto na saúde individual porque garante a melhoria da qualidade de vida das pessoas infectadas pelo HIV e reduz a transmissão do vírus. Isso porque a pessoa em tratamento com antirretrovirais, ao diminuir a carga viral, reduz a propagação do HIV “Com as novas medidas, o Brasil se torna o primeiro país no mundo a implantar o tratamento como prevenção em um sistema de saúde pública”, afirmou Padilha, durante a cerimônia.(Leia +)

Por Nivaldo Coelho, da Agência Saúde/Ascom-MS

ASSISTÊNCIA - Força Nacional do SUS reforça ações para período de chuvas

Conjunto de ações prevê kits de medicamentos e insumos, estrutura para montagem de hospitais de campanha, além de equipes de saúde para apoio local 

Com início da temporada de chuvas, o Ministério da Saúde reforçou as ações da Força Nacional do SUS (FN-SUS) para auxílio a possíveis situações de desastres naturais. Para a assistência às populações necessitadas, já estão preparados 200 kits de medicamentos e insumos. Cada kit é composto por 48 itens (30 tipos de medicamentos e 18 insumos de primeiros-socorros), com capacidade para atender 1.500 pessoas, com duração prevista de um mês.

Com um orçamento de R$ 10,7 milhões, a Força Nacional do SUS conta com mais de 12 mil voluntários, sendo que 1.470 já estão capacitados para atuar em condições de desassistência, surtos epidêmicos e apoio à gestão, situações que podem ocorrer durante desastres naturais.(Leia +)

Por Lívia Nascimento, Ascom/MS

GESTÃO - Ministério da Saúde libera R$ 21,5 mi para qualificar gestão do SUS

O recurso visa organizar o sistema de saúde nos estados e integrar os serviços na rede pública, com ações como auditoria, ouvidoria e processos de planejamento

O Ministério da Saúde publicada autorizou o repasse de R$ 21,5 milhões para estados e Distrito Federal (DF) com o objetivo de qualificar a gestão no Sistema Único de Saúde (SUS). Foi publicada nesta quinta-feira (21), portaria que determina que os recursos deverão ser investidos especialmente na implementação e fortalecimento da Política Nacional de Gestão Estratégica e Participativa do Sistema Único de Saúde (ParticipaSUS).

“A liberação desses repasses é mais um passo em direção à organização do sistema de saúde e vai auxiliar a consolidação do COAP, que tem como objetivo organizar e integrar as ações e serviços de saúde na rede regionalizada e hierarquizada, com definição de responsabilidades entre União, Estados e Municípios”, explicou o secretário de Gestão Estratégica e Participativa do Ministério da Saúde, Odorico Monteiro.(Leia +)

Por Tania Mello - Portal Saúde

VIGILÂNCIA - Mapa da dengue aponta 157 municípios em situação de risco

Para apoiar estados e municípios contra a doença, o Ministério da Saúde dobrará investimentos adicionais em 2014, que chegarão a R$ 363,4 milhões

Novo mapa da dengue revela que 157 municípios brasileiros estão em situação de risco para a doença, outros 525 em alerta e 633 cidades com índice satisfatório. Os dados são do Levantamento Rápido de Índice para Aedes aegypti (LIRAa), apresentado nesta terça-feira (19) pelo ministro da Saúde Alexandre Padilha e pelo secretário de Vigilância em Saúde, Jarbas Barbosa.

O levantamento, elaborado pelo Ministério da Saúde em conjunto com estados e municípios, foi realizado entre 1º outubro e 08 de novembro deste ano em 1.315 cidades e tem como objetivoidentificar onde estão concentrados os focos de reprodução do mosquito transmissor da doença. (Confira a apresentação).

Para intensificar as ações de vigilância, prevenção e controle da dengue, o Ministério da Saúde está dobrando o volume de recursos adicionais que serão repassados a todos os estados e municípios brasileiros. Portaria autorizando o repasse de R$ 363,4 milhões foi assinada hoje pelo ministro Alexandre Padilha. Os recursos são para incrementar os investimentos realizados nas ações de vigilância em saúde, que somam R$ 1,2 bilhão, sem o montante adicional.(Leia +)

Por Carlos Américo, da Agência Saúde

Óleo de Coco

O óleo de coco é obtido a partir do coco maduro, que pode ser fresco ou seco. 

Ele é rico em ácido fenólico que é uma substância antioxidante, em ácidos láurico e caprílico, apresenta propriedades funcionais, obtendo assim diversos benefícios à saúde. É um tipo especial de gordura saturada, sem colesterol, que é rapidamente absorvida e transformada em energia no fígado, não se acumulando como gordura, podendo assim auxiliar no emagrecimento devido ao seu efeito termogênico, que aumenta o gasto energético do organismo, além de causar saciedade.

Auxilia na prevenção e tratamento de doenças cardiovasculares, reduzindo os níveis de colesterol total, triglicérides, LDL e VLDL colesterol e aumentando as taxas de HDL colesterol. O óleo de coco possui atividade antiviral e antibacteriana, sendo demonstrado em diversos estudos suas ações em casos como candidíase e gastrite bacteriana. 

O óleo de coco pode ser consumido em uma quantidade de 1 a 2 colheres ao dia, e recomenda-se começar seu consumo com uma pequena quantidade e ir aumentando o consumo gradualmente. O consumo excessivo pode levar a enjôo e mal estar. Portanto procure um profissional Nutricionista para melhor orientação.

Devido a sua estabilidade pode, também, ser utilizado para finalizar pratos quentes. 

Dica de uso: substitua a manteiga nas pipocas pelo óleo de coco.

Adicione em preparações frias como: saladas, sucos, shakes, misturado à granola, iogurte, salada de frutas etc.

Fonte: Tatiene Melo - Nutricionista - Site Médico

Hipotireoidismo e tumores podem ser confundidos com depressão e ansiedade

Especialistas explicam confusões no diagnóstico de doenças que parecem psicológicas, mas na verdade são físicas

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde 50% dos casos de depressão não são diagnosticados corretamente. E isso não ocorre apenas com essa doença, mas também com transtornos de ansiedade, psicoses e outros problemas psiquiátricos. E um dos motivos é que muitos problemas de origem física podem apresentar sintomas semelhantes a essas doenças.

Justamente por isso, é função do psiquiatra fazer exames físicos em seus pacientes: "Se a alteração comportamental é secundária a um problema orgânico, é essa causa que tem uma prioridade de tratamento e não seguir isso pode colocar a vida da pessoa em risco", pondera o psiquiatra Rubens Fernandes, do Núcleo de Medicina Psicossomática e Psiquiatria do Hospital Israelita Albert Einstein. Até porque o problema original não é tratado e ainda o paciente se expõe aos efeitos colaterais dos medicamentos sem necessidade.(Leia +)

Por NATHALIE AYRES - Redação Minha Vida

DOENÇAS CRÔNICAS - Número de pessoas com diabetes aumenta 40% em seis anos

Apesar do crescimento no número de casos, internações no SUS decorrentes de complicações da doença caíram; pacientes podem obter remédio de graça por meio do Saúde não tem preço 

No Dia Mundial do Diabetes, comemorado nesta quinta-feira (14), o Ministério da Saúde divulga dados inéditos sobre a doença no Brasil e revela que o número de casos está crescendo. A pesquisa Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel 2012) revelou um aumento de 40% entre 2006, primeiro ano do levantamento, e ano passado. O percentual de pessoas que se declararam diabéticas passou de 5,3% para 7,4% no período.

O avanço da diabetes está relacionado ao excesso de peso, à falta de exercícios físicos, à má alimentação e o envelhecimento da população. O Vigitel aponta que 75% do grupo de brasileiros convivendo com a diabetes estão acima do peso. Em 2012, pela primeira vez na história o número de pessoas com sobrepeso superou a metade da população, chegando a 51%.(Leia +)

Por Amanda Mendes, da Agência Saúde – ASCOM/MS

DOAÇÃO DE SANGUE - Ministério da Saúde amplia para 69 anos a idade máxima para doação

Brasil realiza anualmente a coleta de 3,6 milhões de bolsas de sangue. Com a medida, outros dois milhões de brasileiros poderão doar. Teste NAT torna-se obrigatório nos serviços públicos e privados.

O Ministério da Saúde ampliou para 69 anos a idade máxima para doação de sangue no Brasil, o que amplia em dois milhões o público potencial de doadores. A atual faixa etária para doação é de 16 a 67 anos. Países como EUA, França e Espanha já trabalham com a faixa etária de até 69 anos. O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, também assinou nesta terça-feira (12), em Brasília, portaria que torna obrigatória a realização do teste NAT (teste de ácido nucleico) em todas as bolsas de sangue coletadas no país. 

Atualmente, são coletadas no Brasil 3,6 milhões de bolsas por ano, o que corresponde ao índice de 1,8%. Embora o percentual esteja dentro dos parâmetros da OMS, o Ministério da Saúde trabalha para chegar ao índice de 3%. Em 2012, o Ministério da Saúde reduziu a idade mínima para doação de 18 para 16 anos (com autorização do responsável). Com a expansão das idades mínima e máxima dos doadores, houve a abertura para 8,7 milhões novos voluntários.(Leia +)

Por Regina Xeyla, da Agência Saúde.

“Novembro Azul” todos contra o câncer de próstata

Depois do Outubro Rosa, que alertou a mulher sobre o câncer de mama, agora é o Novembro Azul, que chama a atenção dos homens para os riscos da próstata. O Homem ainda tem muito preconceito contra o exame que detecta o câncer. Por conta desta rejeição, a incidência é alta.

De acordo com dados do Ministério da Saúde são registrados mais de 50 mil casos por ano, com o número de mortes ultrapassando os 12 mil registros. “E não são só os países em desenvolvimento que registra alta rejeição, os países desenvolvidos também apresentam este tipo de comportamento. Por esta razão foi criado na Austrália, o Novembro Azul em 2003 e o dia 17 de novembro passou a ser o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Prostata.

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), no Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma). E, segundo o médico, diretor-técnico do Instituto de Oncologia e Hematologia da Bahia, Alberto Nogueira, a incidência do câncer de próstata na Bahia é alta apesar de ser um câncer comum que aparece com a idade. “O homem deve começar a se preocupar a partir dos 40 anos. Quanto mais cedo ele procurar o médico mais estará se prevenindo contra a doença”, acentuou Nogueira.

Em valores absolutos é o sexto tipo de câncer mais comum no mundo e o mais prevalente em homens, representando cerca de 10% do total de cânceres. O exame de próstata chamado de toque retal e o PSA (Antígeno Prostático Específico) que é feito no sangue, é de fundamental importância para a saúde do homem, por isso os exames preventivos são importantes, quanto mais cedo for detectado o problema, maiores as chances de cura, já que alguns tumores podem crescer de forma silenciosa, espalhando-se para outros órgãos e podendo levar à morte.

Em Tangará da Serra a campanha está sendo bem divulgada. O Poder Legislativo representado pelos seus vereadores, na última sessão tiveram todos portando um simbolo da campanha em suas lapelas. Já o Hospital das Clínicas e muitas lojas do comércio estão usando as camisetas azuis da campanha.

Fonte: Humberto Ferreira - Redação

Saúde irá ofertar novos medicamentos para doenças pulmonares

Cerca de cinco mil pacientes, portadores de hipertensão arterial pulmonar e câncer de pulmão, serão beneficiados com a nova incorporação ao SUS

O Ministério da Saúde vai oferecer quatro novos medicamentos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A partir de 2014, passam a ser disponibilizados os medicamentos ambrisentana e bosentana para Hipertensão Arterial Pulmonar (HAP) e erlotinibe e gefitinibe para pacientes com câncer de pulmão. A portaria que autoriza a incorporação foi publicada nesta sexta-feira (8) no Diário Oficial da União. Cerca de cinco mil pessoas serão beneficiadas com a medida.

O custo de tratamento mensal com os medicamentos para HAP será de R$ 530,00. O Ministério da Saúde negociou preços e conseguiu a redução de cerca de 50% em relação ao valor inicial proposto. No total, serão investidos R$ 12,5 milhões na compra dos medicamentos ao ano.(Leia +)

Por Fabiane Schmidt , da Agência Saúde.

DOENÇAS CRÔNICAS - Hipertensão atinge 24,3% da população adulta

Oferta gratuita de medicamentos, por meio do Saúde Não Tem Preço, reduziu número internações por agravamento da doença em 25% nos últimos dois anos

Quase um quarto dos brasileiros adultos tem de enfrentar a hipertensão, mas o maior controle da doença tem diminuído fortemente o número de complicações ligadas à doença, que chegaram em 2012 ao menor patamar dos últimos 10 anos. De acordo com a pesquisa Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico – Vigitel 2012, 24,3% da população têm hipertensão arterial, contra 22,5% em 2006, ano em que foi realizada a primeira pesquisa.

Por outro lado, o número de pessoas que precisou ser internado na rede pública caiu 25% nos últimos dois anos. Em 2010, o Sistema Único de Saúde (SUS) registrou 154.919 internações decorrentes de complicações da hipertensão; em 2011, o número ficou em 136.633 e foi a 115.748 em 2012. Com isso, o Ministério da Saúde registrou a menor taxa de pessoas internadas para 100 mil habitantes nos últimos 10 anos. A taxa passou de 95,04 em 2002 para 59,67 no ano passado.(Leia +)

Por Fabiane Schmidt, da Agência Saúde – ASCOM/MS

Conhecer os sintomas do infarto é essencial para evitar o pior

Quanto antes você procurar um hospital, menores são os riscos

As doenças cardiovasculares são líderes em morte no mundo, sendo responsáveis por quase 30% das mortes no Brasil. Dentre estas, o Infarto Agudo do Miocárdio (IAM) é a causa principal. De acordo com o Datasus, agência de controle de dados do governo, foram registrados 2028 óbitos por doenças cardiovasculares no estado de São Paulo apenas no mês de agosto de 2013. A mortalidade hospitalar por infarto agudo na internação é alta, e maior quanto mais demorado o tempo entre o início dos sintomas e o atendimento final. Os fatores de risco para o infarto são obesidade,hipertensão, colesterol alto, estresse, diabetes ou infartos anteriores. Homens na meia idade e mulheres após a menopausa são os mais afetados pelo problema.(Leia +)

Fonte: Minha Vida

Sete mudanças de hábito que contribuem para baixar o colesterol

Escolher peixe em vez de carne, por exemplo, pode mudar o rumo da doença

Embora a palavra colesterol tenha adquirido um sentido pejorativo, ele é um tipo de gordura indispensável para o funcionamento do nosso metabolismo e está presente em todas as células do corpo. O problema é que existem dois tipos de colesterol: o HDL, chamado comumente de bomcolesterol, e o LDL, o colesterol ruim. Em excesso, este último pode gerar diversas complicações para a saúde cardiovascular, podendo até levar à morte. Para evitar esses problemas, o Minha Vida reuniu sete dicas de hábitos que ajudam a prevenir ou - para aqueles que já receberam o diagnóstico - controlar a doença.(Leia +)

Fonte: Minha Vida

MOBILIZAÇÃO - Times aderem à campanha de combate ao AVC

Jogadores do Corinthians carregaram a faixa e os do Vitória vestiram a camisa alusiva à campanha de combate ao AVC durante partida no Estádio Barradão

A cada seis segundos, uma pessoa poderá sofrer um Acidente Vascular Cerebral (AVC). Para alertar a população sobre este risco, o Ministério da Saúde, em parceria com as Secretarias Estadual de Saúde da Bahiae de Salvador, além da Academia Brasileira de Neurologia e Sociedade Brasileira de Doenças Cerebrovasculares e Rede Brasil AVC, fechou parceria com os jogadores do clube de futebol Vitóriada Bahia e do Corinthians.

Neste domingo (03), em Salvador, durante a 32ª rodada do Campeonato Brasileiro contra o time paulista, o Corinthians, os jogadores da equipe paulista entraram em campo carregando a faixa da campanha de combate ao AVC e o time baiano entrou vestido com a camisa da ação, juntamente com outros profissionais da saúde empenhados nesta iniciativa. A partida aconteceu às 17 horas (horário de Brasília), no estádio Manoel Barradas, conhecido como Barradão, em Salvador (BA).(Leia +)

Por Maressa Ribeiro, da Agência Saúde – ASCOM/MS

EVIDÊNCIA - CLÍNICA MÉDICA

Av. Ismael J. Nascimento, 300-W
Parque das Mansões
Fones: (65) 3325-0300 / 9985-9158
Cep: 78300-000
Tangará da Serra - MT

CORPO CLINICO:

CARDIOLOGIA
Dr. Newton César Grassi
CRM-MT 3782

CIRURGIA GERAL
Dr. Antonio Mauro Elias Júnior
CRM-MT 4044

ORTOPEDIA E TRUMATOLOGIA
Dr. Ricardo Finamore
CRM-MT 4234

OTORRINOLARINGOLOGIA
Dra. Rafaela M. M. Finamore
CRM-MT 5082

Clínicas de Diagnóstico

CLÍNICA DOYON
MEDICINA DIAGNÓSTICA
Av. Tancredo Neves, 945-W
Jd. do Lago
Fone: (65) 3311-2000
E-mail: doyon@doyon.com.br
Site: www.doyon.com.br
Cep: 78300-000
Tangará da Serra - MT
+ Informações

ECHOS - DIAGNÓSTICOS E 
ULTRASSONOGRAFIA
Rua Júlio M. Benevides, 68-E - Centro
Fone: (65) 3311-1954
Cep: 78300-000
Tangará da Serra - MT
+ Informações

O que é Câncer de mama?

O câncer de mama é um tumor maligno que se desenvolve na mama como consequência de alterações genéticas em algum conjunto de células da mama, que passam a se dividir descontroladamente. Ocorre o crescimento anormal das células mamárias, tanto do ducto mamário quanto dos glóbulos mamários. O câncer da mama é o tipo de câncer que mais acomete as mulheres em todo o mundo, sendo 1,38 milhões de novos casos e 458 mil mortes pela doença por ano, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS). 

A proporção de câncer de mama em homens e mulheres é de 1:100 - ou seja, para cada 100 mulheres com câncer de mama, um homem terá a doença. No Brasil, o Ministério da Saúde estima 52.680 casos novos em um ano, com um risco estimado de 52 casos a cada 100 mil mulheres. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Mastologia, cerca de uma a cada 12 mulheres terão um tumor nas mamas até os 90 anos de idade.(Leia +)

Fonte: Minha Vida

SAÚDE BUCAL - Centros odontológicos receberão mais recursos

Com esta iniciativa, o Min. da Saúde amplia o acesso e a qualidade à saúde bucal do usuário do SUS

O Ministério da Saúde libera R$ 1,8 milhão para 859 Centros de Especialidades Odontológicos (CEO) dos 26 estados e do Distrito Federal, como consta da portariapublicada nesta quarta-feira (30), no Diário Oficial da União (DOU). Os recursos, retroativos ao mês de maio vão estar disponíveis a partir do próximo mês e fazem parte da primeira fase do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade dos Centros de Especialidades Odontológicas (PMAQ-CEO). Até o final de 2014 há previsão de investir R$ 19 milhões nos centros odontológicos de todo país.

O PMAQ-CEO foi criado para ampliar o acesso e levar mais qualidade à saúde bucal do usuário do Sistema Único de Saúde (SUS) por meio de incentivos orçamentários aos gestores que atingirem metas de qualificação pré-estabelecidas pelo Ministério da Saúde.(Leia +)

Por Zeca Moreira, da Agência Saúde.

2.167 estrangeiros chegam aos estados, MT recebe 9

Grupo se junta aos 1.499 médicos que já estão atuando em regiões carentes do país

Todas as capitais brasileiras recebem, neste fim de semana, os 2.167 médicos estrangeiros que participam da segunda etapa do programa Mais Médicos. Esses médicos atuarão, a partir do dia 4 de novembro, em Unidades Básicas de Saúde de 783 municípios – confira aqui a distribuição destes profissionais por estado.

Este grupo se junta aos 1.499 médicos que já estão atuando em regiões carentes do país, sendo 819 brasileiros e 680 estrangeiros, elevando a cobertura do programa de 5 milhões para 13 milhões de brasileiros.

Todos estes profissionais foram avaliados por três semanas por universidades federais que testaram seus conhecimentos em Língua Portuguesa e nos protocolos de atenção básica do SUS. Do total de participantes, 1.947 foram aprovados, 14 terão mais duas semanas de avaliação e outros 220 realizarão a prova neste sábado.

Esta etapa ocorreu simultaneamente em quatro capitais – Brasília, Fortaleza, Belo Horizonte e Vitória. Com exceção destas cidades, onde permanecerão os profissionais que atuarão no Distrito Federal, no Ceará, em Minas Gerais e no Espírito Santo, todas as capitais receberão médicos do programa.(Leia +)

Redação Mídia News

PREVENÇÃO - Ministério da Saúde lança campanha de combate à sífilis

Os postos de saúde do Sistema Único de Saúde ofertam gratuitamente testes para detecção da doença

O Ministério da Saúde lança campanha de incentivo ao diagnóstico da doença às gestantes. A ação marca o Dia Nacional da Sífilis, neste sábado (19). A campanha tem como objetivo sensibilizar os profissionais da saúde para que recomendem a seus pacientes a realização do diagnóstico durante o pré-natal. Os testes rápidos e tradicional para detecção da doença são oferecidos gratuitamente nos postos de saúde e disponíveis em todo o país.

O espaço dedicado à campanha www.aids.gov.br/sifilis reúne informações para gestores locais, profissionais de saúde e gestantes sobre o estímulo ao teste de sífilis durante a gestação. São publicações, vídeos, cartazes, banners, campanhas que trabalham a prevenção, o teste e o tratamento para a sífilis congênita na atenção básica de saúde. O Ministério da Saúde também divulgará a campanha pelas redes sociais. Durante todo o mês de outubro, em todo o país, ações tratarão do tema na atenção básica de saúde.(Leia +)

Por Nivaldo Coelho, da Agência Saúde/Ascom-MS

Número de transplantes no país cresce 118% na última década

Pela primeira vez, Brasil conseguiu zerar a fila de espera para o transplante de córnea em quatro estados e o DF. Considerando todos os órgãos e tecidos, a redução na fila foi de 40%

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, participou neste sábado (12), no Rio de Janeiro, do 8º Congresso Brasileiro de Transplantes de Órgãos, onde apresentou os avanços em doação e cirurgias no Sistema Único de Saúde (SUS). Em uma década, o Brasil aumentou em 118% o número de transplantes no país, saltando de 12.722 cirurgias, em 2002, para 24.473, em 2012. O investimento público no setor está na ordem de R$ 1,4 bilhão, quatro vezes mais que o total de recursos aplicados dez anos atrás.

Com a maior oferta de serviços, melhorias na captação de órgãos e o aumento do número de cirurgias, o número de pessoas aguardando por um transplante no país caiu 40% no período. A fila passou de 64.774 pessoas, em 2008, para 38.759, em 2013.(Leia +)

Fonte: Portal Saúde

O que é Ansiedade?

O termo "ansiedade" tem várias definições nos dicionários não técnicos: aflição, angústia, perturbação do espírito causada pela incerteza, relação com qualquer contexto de perigo, entre outros.

Levando-se em conta o aspecto técnico, devemos entender ansiedade como um fenômeno que ora nos beneficia, ora nos prejudica, dependendo das circunstâncias ou intensidade, e que tornar-se patológico, isto é, prejudicial ao nosso funcionamento psíquico (mental) e somático (corporal).

A ansiedade estimula o indivíduo a entrar em ação, porém, em excesso, faz exatamente o contrário, impedindo reações.

Causas

Os transtornos de ansiedade são doenças relacionadas ao funcionamento do corpo e às experiências de vida.

A pessoa pode se sentir ansiosa a maior parte do tempo sem nenhuma razão aparente ou pode ter ansiedade apenas às vezes, mas tão intensamente que se sentirá imobilizada. A sensação de ansiedade pode ser tão desconfortável que, para evitá-la, as pessoas deixam de fazer coisas simples (como usar o elevador) por causa do desconforto que sentem.

Fonte: Minha Vida

Reconheça as diferenças entre os sintomas da rinite e da sinusite

Muitas vezes confundidas, essas doenças precisam de cuidados específicos

Não há otorrinolaringologista que não escute pelo menos uma vez por dia essa frase: "Eu tenho rinite e também sinusite". As duas "ites" vêm sempre juntas na cabeça do paciente (sem trocadilhos), como dois problemas em um só. Já que a diferença entre as duas é nebulosa para a maior parte do público, as pessoas preferem declarar que sofrem de ambas, por via das dúvidas. 

A rigor, rinite é uma inflamação da mucosa do nariz e pode ter várias causas. Um resfriado, por exemplo, não deixa de ser uma rinite, do tipo infecciosa. Mas normalmente quando as pessoas falam em rinite estão se referindo a queixas mais duradouras (ou pelo menos recorrentes) causadas, por exemplo, pela rinite alérgica. Os sintomas mais frequentes da rinite são a coriza (secreção clara que escorre do nariz), os espirros, a coceira no nariz e o nariz entupido.(Leia +)

Fonte: Minha Vida

Câmara dos Deputados vota destaques da MP do Mais Médicos

Texto final da MP mantém Ministério da Saúde como responsável pela emissão dos registros dos estrangeiros; exigência de residência em Medicina Geral para ingresso na especialização, e 30% de carga horária na Atenção Básica no SUS durante internato

O Plenário da Câmara dos Deputados votou, nesta quarta-feira (9), os destaques apresentados à Medida Provisória 621/2013 que criou o Programa Mais Médicos. Depois da aprovação do relatório da MP na terça (8), os parlamentares avaliaram cada uma das emendas sugeridas. O texto aprovado traz poucas alterações em relação ao relatório da comissão mista. A votação segue agora para o Senado Federal.

O relatório aprovado mantém o Ministério da Saúde como responsável pela emissão dos registros profissionais dos médicos com diploma no exterior, conforme texto do relator, o deputado Rogério Carvalho. Os Conselhos Regionais de Medicina (CRM) permanecerão com a responsabilidade de fiscalizar o trabalho dos médicos do programa.(Leia +)

Por Mariana Oliveira e Newton Palma, da Agência Saúde

FISCALIZAÇÃO - ANS retoma suspensão da comercialização de planos de saúde mal avaliados

Superior Tribunal de Justiça decidiu que o monitoramento da garantia de atendimento ao consumidor deve ser mantido tal como é realizado há um ano e meio, em prol do interesse público

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) obteve no Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília, decisão que autoriza a retomada da suspensão da comercialização de planos de saúde que descumprem a legislação e os contratos com os consumidores. Conforme o presidente do STJ, o ministro Felix Fischer, o monitoramento da garantia de atendimento, que resulta nas suspensões, deve ser mantido da forma como é realizado há um ano e meio, pelo interesse público da medida. Com isso, 246 planos de 26 operadoras voltam a ter a comercialização suspensa pela ANS.(Leia +)

Fonte: Portal da Saúde

Caminhada diária pode reduzir risco de câncer de mama, diz estudo

Andar a pé cerca de uma hora diminui em até 14% as chances da doença

Diversas pesquisas já comprovaram que a prática de atividade física pode prevenir diversos tipos de câncer. Agora, o trabalho liderado pelo cientista da American Câncer Society afirma que até mesmo um exercício simples, como a caminhada, pode ajudar a diminuir o risco de câncer de mama. O estudo foi publicado online dia 04 de outubro no Câncer Epidemiology, Biomarkers e Prevention.

Entre 1992 e 2009, foram acompanhadas 4.760 de 73.615 mulheres na pós-menopausa que participaram do American Câncer Society Câncer Prevention Study II Nutrition Cohort e foram diagnosticadas com câncer de mama. No início do estudo, 9,2% das mulheres relataram fazer nenhuma atividade física de lazer. Entre as mulheres restantes, o gasto médio de energia foi equivalente a três horas e meia por semana de caminhada em ritmo moderado. A maioria das mulheres praticava atividades de intensidade moderada, como caminhada, ciclismo, aeróbica e dança, enquanto uma parcela menor relatou se engajar em atividades de intensidade vigorosa, como corrida, natação e tênis. Quase metade (47%) das mulheres disse adotar a caminhada como única atividade recreativa.(Leia +)

Fonte: Portal Saúde

Câncer de mama deve afetar cerca de 700 mulheres em MT

Campanha visa alertar população para a importância do diagnóstico precoce

Considerada a principal causa de morte por câncer entre as mulheres, o câncer de mama estará presente na vida de quase 55 mil mulheres apenas em 2013 e será responsável pela morte de 12 mil delas em todo o país, segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca).

Em Mato Grosso, as estimativas também são altas. Segundo o mastologista Aguiar Farina, o Estado deve registrar de 600 a 700 casos de câncer de mama até o final do ano, sendo que aproximadamente 25% das mulheres afetadas deverão morrer em decorrência da doença.(Leia +)

Fonte: Lislaine dos Anjos - Redação Mídia News

OUTUBRO ROSA - Acesso do público prioritário à mamografia cresce 37%

O aumento ocorreu no período de 2010 a 2012 nafaixa etáriade 50 a 69 anos,que é prioridade para realização do exame para detecção precoce do câncer de mama. O crescimento em todas as idades foi de 26% no mesmo período

O ano de 2012 registrou crescimento de 37% na realização de mamografias na faixa prioritária – de 50 a 69 anos - em comparação com 2010, no Sistema Único de Saúde (SUS). Os procedimentos somaram 2,1 milhões no ano passado, contra 1,5 milhão em 2010. No total, o número de exames realizados no último ano atingiu a marca de 4,4 milhões, representando um crescimento de 26% em relação a 2010. Para estimular a detecção precoce do câncer de mama, o Ministério da Saúde dá início da campanha para conscientização das mulheres sobre o tema (disponível no site), reforçando as ações do movimento Outubro Rosa.

O movimento popular Outubro Rosa é internacional. Em qualquer lugar do mundo, a iluminação rosa é compreendida como a união dos povos pela saúde feminina. Em Brasília, às 18h40 desta terça-feira (01), o prédio Central do Ministério da Saúde e o Congresso Nacional serão iluminados com luzes cor-de-rosa. O câncer de mama é a segunda causa de morte entre mulheres. Somente no ano de 2011, a doença fez 13.225 vítimas no Brasil. O rosa simboliza alerta às mulheres para que façam o autoexame e, a partir dos 50 anos, a mamografia, diminuindo os riscos que aparecem nesta faixa etária. Para que mais mulheres possam fazer o exame, o Ministério da Saúde investiu, em 2012, R$ 92,3 milhões - um aumento de 17% em relação a 2011.(Leia +)

Por Maressa Ribeiro, da Agência Saúde – ASCOM/MS

MS reduz fila de espera por atendimento oftalmológico

Nos próximos dois meses a previsão é realizar 7,9 mil consultas oftalmológicas e cerca de 2,2 mil cirurgias de catarata e ampliar a adesão ao Projeto Olhar Brasil

Reduzir o tempo de espera por cirurgia no Sistema Único de Saúde (SUS) e garantir assistência integral em oftalmologia são os principais objetivos da Política Nacional de Acesso aos Procedimentos Cirúrgicos Eletivos e do mutirão em saúde ocular que acontece no município de Bom Jesus da Lapa (BA), nesta sexta-feira (4). Os mutirões que são realizados em todo país integram a estratégia implantada para garantir à população o acesso aos serviços disponibilizados pelo SUS, e a adesão ao Projeto Olhar Brasil.

Este mês, o mutirão de cirurgia de catarata e a adesão ao Projeto Olhar Brasil também ocorrem, simultaneamente, em Curitiba (PR), Goiás (GO) e Maceió (AL). Durante a cerimônia, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, anunciou ainda a adesão da Região Santa Maria da Vitória (formada por 13 municípios baianos), ao Projeto Olhar Brasil e a liberação de recursos para outros estados.(Leia +)

Por Regina Xeyla, da Agência Saúde

Laboratórios

LABORATÓRIO BIO CENTER
Rua Ten. Togo da Silva Pereira, 255 - Centro
Fone: (65) 3624-1870
Cep: 78020-500
Cuiabá - MT
+ Informações

LPC-LABORATÓRIO DE PATOLOGIA CLÍNICA
Av. Hist. Rubens de Mendonça, 5500 - Morada da Serra
Fone: (65) 3023-0555
Cep: 78055-500
Cuiabá - MT
+ Informações

LABORATÓRIO SÃO NICOLAU
Av. Miguel Sutil, 8000 - 13° - Salas 1307/1308
Ed. Empresarial Santa Rosa Tower
Fones: (65) 3626-2494 / 3618-8271
Site: www.laboratoriosaonicolau.com.br
Cuiabá - MT
+ Informações

Alimentos antioxidantes

Como eles ajudam na perda de peso

Você certamente já ouviu falar deles e dos inúmeros benefícios que trazem à saúde. Por isso, vale a pena entender como eles agem no corpo.

Radicais livres x Antioxidantes

Os radicais livres são moléculas produzidas naturalmente pelo organismo durante processos como respiração e produção de energia. Essas moléculas reagem com componentes do corpo, podendo causar diversos danos à saúde. Para evitar e neutralizar a ação dos radicais livres, o organismo produz moléculas chamadas antioxidantes. No entanto, o problema acontece quando ocorre um excesso de radicais livres e a quantidades de antioxidantes naturais são insuficientes para neutralizar a sua ação, contribuindo dessa maneira, para o envelhecimento precoce e até mesmo o surgimento de várias doenças.

Antioxidante x Perda de peso

A relação entre os antioxidantes e o controle do peso também é conhecida. Algumas dessas substâncias têm ação anti-inflamatória. Ou seja, além de combater os radicais livres, diminuem a inflamação no corpo. E quanto menos inflamado, o organismo responde melhor ao processo de emagrecimento.

Por isso, para potencializar o emagrecimento, vale aumentar a quantidade de alimentos com ação antioxidantes consumidos. Veja abaixo as principais substâncias antioxidante e onde encontrá-las:

Licopeno

Está em alimentos de cor vermelha como o tomate, melancia, morango, goiaba, pitanga, beterraba.

Betacaroteno

Encontrado em alimentos de cor amarelo-laranja como a cenoura, abóbora, mamão, damasco, manga, batata-doce

Flavonoides

Encontrado em alimentos como o chá verde, brócolis, salsa, suco de uva integral, nozes e chocolate amargo.

Vitamina A

Presente em alimentos como fígado, gema de ovo, leite, manteiga, folhas verde-escuras, frutas e hortaliças de cor amarela e laranja

Vitamina C

Está nas frutas cítricas (laranja, kiwi, acerola, abacaxi, entre outras), tomate e pimentão.

Vitamina E

Encontrada em alimentos como óleos vegetais, gema de ovo, frutas oleaginosas, gérmen de trigo e manteiga.

Selênio

Disponível em cereais integrais, leite, manteiga, pão integral, aveia, salmão, camarão e oleaginosas.

Cobre

Achado em alimentos como fígado, nozes, leguminosas e cereais integrais.

Zinco

Está no leite, queijos, ovos, fígado, leguminosas, farelo de trigo, carnes e nozes.

Bruna Pinheiro
Nutricionista Dieta e Saúde
CRN3: 35001/P



Comer para a saúde do coração!

Conheça os benefícios de alguns alimentos para o seu coração.

Veja como alguns alimentos podem ser aliados do seu coração e coloque-os em sua alimentação diária para desfrutar de todos os benefícios:

Alho: tem potente ação no controle da pressão arterial. Pesquisas mostram que o alho inibe uma enzima chamada angiotensina que tem papel vasoconstrictor. Com essa enzima inibida os vasos são mais relaxados e o sangue circula melhor.

Suco de uva: As uvas escuras são ricas em polifenóis que melhoram a elasticidade dos vasos e ajudam e diminuir a formação de placas de colesterol. Estudos mostram que o consumo de 200ml ao dia tem relação inversa com doenças do coração.

Romã: Pesquisa feita em Israel mostrou que o consumo de suco de romã, devido aos seus antioxidantes não só controlou a formação de placas de colesterol, mas também reduziu o entupimento das artérias. A sugestão de consumo é de 250ml ao dia do suco.

Amêndoas: são fontes de gorduras insaturadas, um tipo de gordura que no fígado não é transformada em colesterol. Também tem fito-esteróis que diminuem a absorção do colesterol da dieta. Inclua com opção de lanche da manhã ou da tarde.

Peixes: o ômega 3 presente no salmão, atum ou sardinha são fundamentais para a saúde cardiovascular. Esse tipo de gordura do bem diminui os níveis de triglicérides, aumenta os níveis de HDL e diminui o risco de arritmias. Além de ser anti-inflamatório.

Cacau: é rico em flavonoides, antioxidantes que diminuem a formação de placas de colesterol ao mesmo tempo que melhoram a flexibilidade dos vasos. Assim seu consumo está relacionado a redução da pressão arterial e também a menor risco de infarto. Use 30g do chocolate amargo ao dia ou use o cacau em pó em bebidas ou frutas.

Laranja: é rica em um tipo de fibra solúvel, a pectina. Essa fibra reduz a absorção do colesterol ingerido na dieta e diminui seu acumulo nas veias e artérias. Também é boa fonte de potássio, mineral importante no controle da pressão arterial.

Bruna Pinheiro
Nutricionista Dieta e Saúde
CRN3: 35001/P

Conheça os 10 "piores" alimentos para a sua saúde

Saiba quais são eles, os problemas que causam e como substituí-los por outros mais saudáveis

Você consegue resistir a um delicioso sorvete de massa? E quanto a um cachorro quente? Estes alimentos industrializados são tão gostosos para o nosso paladar que realmente é difícil evitá-los. ?O foco da indústria alimentícia ao produzi-los era o sabor, deixando de lado o valor nutricional?, explica o nutrólogo Guilerme Giorelli, diretor da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN). 

Pensando nos malefícios que estas comidas proporcionam, a nutricionista norte-americana Michelle Schoffro Cook, famosa autora de best-sellers sobre alimentação, elaborou uma lista com os 10 piores alimentos do mundo para o ser humano. 

Na seleção estão a pizza congelada, um único pedaço possui 16% do Valor Diário de sódio, o salgadinho de batata, um pacotinho possui 33% do Valor Diário de gorduras totais, e o cachorro quente, uma salsicha possui 20% do Valor Diário de gorduras saturadas.(Leia +)

Por Bruna Stuppiello - Minha Vida

Hospitais

CENTRO DE REABILITAÇÃO INTEGRAL DOM AQUINO CORRÊA
Rua Joaquim Murtinho, 1556 - Porto
Fone: (65) 3613-1905
Site: http://www.saude.mt.gov.br/cridac
Cep: 78020-830
Cuiabá - MT
+ Informações

HOSPITAL DE CÂNCER DE MATO GROSSO
Av. Historiador Rubem de Mendonça, 5500 - Morada da Serra
Fone: (65) 3648-7575
Site: www.hcancer.com.br
Cep: 78055-500
Cuiabá - MT
+ Informações

HOSPITAL GERAL UNIVERSITÁRIO
Rua 13 de Junho, 2101 - Centro
Fone: (65) 3363-7000
Cep: 78025-110
Cuiabá - MT
+ Informações

COMPLEXO HOSPITALAR SÃO MATEUS
Av. Aclimação, 335 - Jd. Aclimação
Fone: (65) 3051-2222
Site: hmsm.com.br
Cep: 78050-040
Cuiabá - MT
+ Informações

HOSPITAL JARDIM CUIABÁ
Av. das Flores, 843 - Jd. Cuiabá
Fone: (65) 3051-3000
Site: www.hospitaljardimcuiaba.com.br
Cep: 78043-190
Cuiabá - MT
+ Informações

HOSPITAL SANTA HELENA
Rua Dr. Clóvis Correa Costa, 201
Bairro Santa Helena
Fone: (65) 3621-1601
Cuiabá - MT
+ Informações

HOSPITAL SANTA ROSA
Rua Adel Maluf, 119 - Bairro Sta. Rosa
Fone: (65) 3618-8000
Site: www.hospitalsantarosa.com.br
Cuiabá - MT
+ Informações

HOSPITAL E MATERNIDADE BOM JESUS
Av. Agrícola Paes de Barros, 349
Sta. Izabel - Cuiabá - MT
Fone: (65) 3637-6642
Cep: 78035-160
+ Informações

HOSPITAL UNIVERSITÁRIO JÚLIO MÜLLER
Rua Dominício Pereira Barcelo, s/n - Alvorada
Fone: (65) 3615-7238
Site: http://ebserh.gov.br/web/hujm-ufmt
Cep: 78055-728
Cuiabá - MT
+ Informações

SANTA CASA DE CUIABÁ
Praça do Seminário, 141 - Dom Aquino
Fone: (65) 3051-1946
Cep: 78015-325
Cuiabá - MT
+ Informações

Clínicas de Odontologia

IMPLANT CENTER
Av. Ten. Cel. Duarte, 333 - 1° andar
Fone: (65) 3623-044
Cuiabá - MT
+ Informações

INSTITUTO MACHADO DE ODONTOLOGIA FUNCIONAL
Rua 25 de Agosto, 1635 - Duque de Caxias
Fone: (65) 3623-6066
Site: www.institutomachado.com.br
Cep: 78043-382
Cuiabá - MT
+ Informações

INSTITUTO DE ODONTOLOGIA INTEGRADA
Av. das Flores, 503 - Jd. Cuiabá
Fone: (65) 3624-4456
Site: www.ioimt.com.br
Cep: 78043-172
Cuiabá - MT
+ Informações

.

  • Academias
  • Clínicas 
  • Convênios
  • Dentistas
  • Farmácias e Drogarias
  • Hospitais
  • Laboratórios
  • Médicos
  • Produtos e Serviços
  • Saúde Pública
  • Últimas Notícias

PREVENÇÃO - Ministério aumenta faixa etária da vacina contra HPV

A vacina irá proteger meninas de 9 a 13 anos contra quatro variáveis do vírus. A partir do próximo ano, começa a vacinação para o grupo de 11 a 13 anos e, em 2015, para as adolescentes de 9 a 11 anos

O Ministério da Saúde está ampliando a faixa etária para a vacinação contra o vírus do papiloma humano (HPV), usada na prevenção de câncer de colo do útero. Já em 2014, meninas dos 11 aos 13 anos receberão as duas primeiras doses necessárias à imunização, a dose inicial e a segunda seis meses depois. A terceira dose deverá ser aplicada cinco anos após a primeira.

Com a adoção do esquema estendido, como é chamado, será possível ampliar a oferta da vacina, a partir de 2015, para as pré-adolescentes entre 9 e 11 anos de idade, sem custo adicional. Assim, quatro faixas etárias serão beneficiadas, possibilitando imunizar a população-alvo (9 a 13 anos). A modificação no esquema vacinal foi anunciada nesta quarta-feira (18) pelo secretário de Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa, durante cerimônia de 40 anos do Programa Nacional de Imunizações (PNI), em Brasília.(Leia +)

Por Aline Reis, da Agência Saúde – ASCOM/MS

TRANSPLANTES - MS lança campanha para estimular doação de órgãos

Peças publicitárias trazem personagem transplantado há sete anos pelo Sistema Único de Saúde (SUS)

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha lançou, nesta quarta-feira (25), a nova campanha que marca o Dia Nacional de Doação de Órgãos, comemorado nesta sexta-feira (27) - com as mensagens-chave “Não deixe a vida se apagar. Seja doador de órgãos. Fale com sua família”. A campanha tem objetivo de sensibilizar e estimular a doação de órgãos em todo país. O Brasil é referência mundial no campo dos transplantes. Atualmente, 95% das cirurgias no país são realizadas no Sistema Único de Saúde (SUS). O Sistema Nacional de Transplantes (SNT) é gerenciado pelo Ministério da Saúde, pelos estados e municípios.

Nas peças da campanha deste ano, o protagonista é Matheus Bitencourt Lazaretti, de sete anos, que foi transplantado há alguns anos. Em 2007, a criança também participou da campanha anual de estímulo à doação de órgãos.(Leia +)

Por Ubirajara Rodrigues, da Agência Saúde.

Farinha de berinjela: reduz o colesterol e traz saciedade

O alimento conserva as propriedades do vegetal e tem como bônus uma alta quantidade de fibras

A berinjela é um dos vegetais mais ligados ao emagrecimento. E além de ser usado in natura em saladas ou inteiro em preparações, como camada de lasanhas, por exemplo, ele ainda pode ser apresentado no formato de suco, chá e farinha. Mas entre esses derivados, acredita-se que a farinha da berinjela seja a que mais mantenha suas propriedades originais. Tanto que alguns estudos indicam que a ingestão regular da farinha seja mais eficaz no emagrecimento e diminuição dos níveis de gorduras sanguíneas, como o colesterol e os triglicerídeos.(Leia +)

Por Nathalie Ayres - Minha Vida

Dermatite Atópica

Dermatite atópica (ou eczema atópico) é um processo inflamatório crônico da pele caracterizado por lesões avermelhadas, que coçam muito e, às vezes, descamam. Geralmente, elas se localizam na face das crianças pequenas e nas dobras do joelho e cotovelo das crianças maiores e dos adultos. A dermatite atópica pode estar associada a outras atopias, como bronquite, asma e rinite, por exemplo.

Ainda não se conhecem as possíveis causas da dermatite atópica, mas há evidências de que predisposição genética e histórico familiar de atopias influenciam o aparecimento da enfermidade.

Sabe-se, também, que alguns fatores de risco funcionam como gatilho das crises. Entre eles destacam-se: substâncias irritantes (poeira domiciliar, conservantes, produtos de limpeza e usados na lavagem das roupas), tecidos de lã e sintéticos, frio intenso, ambientes secos, calor e transpiração, estresse emocional.

Sintomas


* coceira, que piora com a transpiração;

* lesões avermelhadas que podem apresentar vesículas e escoriações e funcionam como porta de entrada para bactérias.

Diagnóstico


O diagnóstico leva em conta a coceira, a localização das lesões, a história familiar e a associação com outras atopias.

Tratamento


O tratamento da dermatite atópica começa com os cuidados com a pele que, em geral, é seca. Para tanto, é importante tomar banhos rápidos, não muito quentes, com pouca aplicação de sabonete e passar cremes hidratantes.

Caso se faça necessário e a critério do médico que acompanha o caso, podem ser indicados os seguintes medicamentos: corticóides de uso tópico, imunossupressores e anti-histamínicos. Antibióticos só devem ser utilizados quando houver infecção bacteriana.

Recomendações


* Identifique os fatores de risco que ajudam a desencadear as crises para evitá-los. Essa é a melhor forma de prevenir a dermatite atópica;

* Tome banhos rápidos, não muito quentes, use pouco sabonete e aplique hidratantes para impedir o ressecamento da pele;

* Prefira as roupas de algodão às de lã ou fabricadas com tecido misto ou sintético;

* Mantenha abertas as janelas e portas para que o ar circule pelos ambientes;

* Procure assistência médica tão logo surjam os sintomas para evitar que o quadro se agrave.

Fonte: Dr. Drauzio Varella